Deixando o Debian XFCE bonito e utilizável

qui 27 novembro 2014

Logo que você instala o Debian 8 Jessie (ou o Debian 7 Wheezy com XFCE), você fica com um Linux horroroso que não dá nenhuma vontade de usar.

[![](http://1.bp.blogspot.com/-qNvbiufg_2Q/VHenSBbR8AI/AAAAAAAACXQ/9fzYo_Vfrmo/s1600/Captura%2Bde%2Btela%2B-%2B27-11-2014%2B-%2B20%3A32%3A44.png)](http://1.bp.blogspot.com/-qNvbiufg_2Q/VHenSBbR8AI/AAAAAAAACXQ/9fzYo_Vfrmo/s1600/Captura%2Bde%2Btela%2B-%2B27-11-2014%2B-%2B20%3A32%3A44.png)

Além de feio e esquisito, ele vêm com um browser estranho, um tal de Iceweasel que é uma versão bizarra do Firefox. Vou te ensinar a se livrar dele, mas antes vou executar algumas tarefas mais urgentes.

Muitas dicas eu tirei desse site em inglês, mas vou reproduzir aqui em português e explicar alguma eventual dificuldade que tive.

Primeiro, vá em Menu de aplicativos -> Sistema -> Gerenciador de pacotes Synaptic. Vou chamar esse programa só de Synaptic daqui para frente.

Dentro do Synaptic, vá em Configurações -> Repositórios.

[![](http://2.bp.blogspot.com/-q5OdyPL180A/VHeoW8Dd3sI/AAAAAAAACXg/y6LvdkH4J0o/s1600/synaptic.png)](http://2.bp.blogspot.com/-q5OdyPL180A/VHeoW8Dd3sI/AAAAAAAACXg/y6LvdkH4J0o/s1600/synaptic.png)

Marque as caixas "Aplicativos compatíveis com a DFSG mas com dependências não-livres (contrib)" e "Aplicativos não compatíveis com a DFSG (non-free)". Isso vai te permitir instalar programas não livres. Aproveite e clique em "Other Software" e desmarque o CD-Rom. Clique em Fechar.

[![](http://3.bp.blogspot.com/-xZuJzq4gorE/VHeoWq0e41I/AAAAAAAACXc/oHJ0p968VlY/s1600/non-free.png)](http://3.bp.blogspot.com/-xZuJzq4gorE/VHeoWq0e41I/AAAAAAAACXc/oHJ0p968VlY/s1600/non-free.png)

Clique no botão Recarregar.

Agora você já pode clicar na lupa e procurar pacotes de drivers não livres de que você precisa. Quase todos os micros usam placas de rede Realtek e o linux reclama da falta de um driver. No meu ficava assim:

[   12.244689] r8169 0000:03:00.0: firmware: agent aborted loading rtl_nic/rtl8168e-3.fw (not found?)
[   12.244790] r8169 0000:03:00.0: eth0: unable to load firmware patch rtl_nic/rtl8168e-3.fw (-2)

Esse driver (assim como outros da Realtek) está em um pacote chamado "firmware-realtek".

Se você tiver uma placa de vídeo Radeon ou outro equipamento que desconfia que não está bem instalado, procure o pacote "firmware-linux". Ele contém diversos drivers de vários fabricantes.

Para instalar qualquer programa, você clica com o botão direito nele e escolhe "Marcar para instalação". Depois clica em "Aplicar".

Hora de deixar o Linux mais bonito! Vá em "Menu de aplicativos" -> Configurações -> Aparência.

Escolha um Estilo de que goste. Eu gostei da Adwaita, mas preferi aumentar a fonte. Deixei Sans, mas com fonte 12 (o padrão é 10).

[![](http://1.bp.blogspot.com/-rfwO3FjmDyM/VHev04ARgII/AAAAAAAACX0/cm9MO_cbVQk/s1600/aparencia.png)](http://1.bp.blogspot.com/-rfwO3FjmDyM/VHev04ARgII/AAAAAAAACX0/cm9MO_cbVQk/s1600/aparencia.png)

Hora de ajustar o papel de parede e o tamanho dos ícones no desktop. "Menu de Aplicativos" -> Configurações -> "Área de Trabalho". Eu escolhi ícones gigantes (54) no lugar do padrão (36). Coloquei também o papel de parede Aquarius.svg no lugar do default (ou do xfce-stripes).

[![](http://2.bp.blogspot.com/-ZdSbJmn7r6k/VHev1IbC0kI/AAAAAAAACX4/g9n5oQXu9O0/s1600/area_de_trabalho.png)](http://2.bp.blogspot.com/-ZdSbJmn7r6k/VHev1IbC0kI/AAAAAAAACX4/g9n5oQXu9O0/s1600/area_de_trabalho.png)

Eu fico muito confuso com os "Espaços de trabalho" do Linux. Você pode abrir programas em várias "telas" e depois ficar navegando por essas telas. Eu acho isso esquisito e prefiro ficar com uma tela só. Para desligar, vá para "Menu de Aplicativos" -> Configurações -> "Espaços de Trabalho". Defini o Número de espaços de trabalho como 1.

[![](http://2.bp.blogspot.com/-PoGZHNN59RM/VHexWeml79I/AAAAAAAACYI/J10yNH3UsiQ/s1600/espacos_de_Trabalho.png)](http://2.bp.blogspot.com/-PoGZHNN59RM/VHexWeml79I/AAAAAAAACYI/J10yNH3UsiQ/s1600/espacos_de_Trabalho.png)

Como tirei os outros espaços, posso tirar o seletor de espaço do painel (aquela barra no topo da tela). Para alterar um painel (o XFCE vem com dois deles), clique com o botão direito no painel, em  Painel e em "Preferências do painel". Selecione o "Alternador de espaço de trabalho" em Itens e clique no sinal de menos (-) para removê-lo.

[![](http://2.bp.blogspot.com/-JDVN-KNtnHU/VHeyFXqJv9I/AAAAAAAACYQ/Dt7xDzL-d10/s1600/painel1.png)](http://2.bp.blogspot.com/-JDVN-KNtnHU/VHeyFXqJv9I/AAAAAAAACYQ/Dt7xDzL-d10/s1600/painel1.png)

Aproveite que está aí e mexa na posição e quantidade de painéis. Na barra de seleção no topo da janela, selecione o Painel 2. Clique no sinal de menos (-) para removê-lo também. No painel 1, eu aumentei o tamanho da barra para 46 e desmarquei o "trancar painel". Assim, eu posso arrastar a barra pegando pelas "alças" nos cantos dela. Arrastei para baixo.

[![](http://4.bp.blogspot.com/-qIrYe5uo3lo/VHezW1ZG0TI/AAAAAAAACYc/Z0LSbxt_JfU/s1600/painel2.png)](http://4.bp.blogspot.com/-qIrYe5uo3lo/VHezW1ZG0TI/AAAAAAAACYc/Z0LSbxt_JfU/s1600/painel2.png)

Como aumentei o tamanho de vários botões, o menu dos programas ficou pequeno em comparação com o resto. Para aumentá-lo, vá em "Menu de aplicativos" -> Configurações -> "Gerenciador de Janelas".

[![](http://3.bp.blogspot.com/-lJb6wUm_4Es/VHe2NL_sj0I/AAAAAAAACYo/m8mV2QiCH1w/s1600/janela.png)](http://3.bp.blogspot.com/-lJb6wUm_4Es/VHe2NL_sj0I/AAAAAAAACYo/m8mV2QiCH1w/s1600/janela.png)

Aumentei a fonte de título. Ficou "Sans Bold | 12" (era 9). Também troquei o tema dos botões. Em Estilo, escolhi "RedmondXP" (Windows XP). Ele ficou com uns botões grandes para minimizar, maximizar e fechar a janela com um x vermelho.

[![](http://2.bp.blogspot.com/-mMBFzNCIPBE/VHe3F6CKZFI/AAAAAAAACYw/ESRi20L-NDk/s1600/superd.png)](http://2.bp.blogspot.com/-mMBFzNCIPBE/VHe3F6CKZFI/AAAAAAAACYw/ESRi20L-NDk/s1600/superd.png)

Aproveitei e cliquei em Teclado e mudei o botão de "Mostrar área de trabalho". Coloquei d (ou tecla do Windows + d), para ficar igual ao do computador do trabalho (que usa Windows 7).

Para mudar algum atalho é só você só achar o item que quer trocar e clicar duas vezes. Aí ele fica esperando você digitar o atalho que escolheu.

Outra coisa que eu gosto de fazer é deixar o computador funcionar sem senha. Eu prefiro que o pessoal daqui de casa consiga fazer coisas normais com meu usuário (como acessar a internet e jogar minecraft) do que criar uma senha para cada um. Para isso, você precisa configurar o autologin.

O problema é que o Debian não vem com um jeito fácil de fazer isso. Você tem que usar uma linha de comando que faz isso, mas é fácil de errar e estragar alguma coisa desse jeito. Preferi fazer em etapas:
1) Instalar o sudo (pasme! o Debian não vem com o sudo instalado)

[![](http://3.bp.blogspot.com/-gupzCATTL88/VHe8aLHpFAI/AAAAAAAACZA/QVgsMvYjtkw/s1600/sudo.png)](http://3.bp.blogspot.com/-gupzCATTL88/VHe8aLHpFAI/AAAAAAAACZA/QVgsMvYjtkw/s1600/sudo.png)

*Obs: meu Synaptic queria instalar o "sudo" de um CD. Como nunca tive um CD do Debian, fui em "Configurações" -> Repositórios -> "Other software" e desmarquei a caixa do cd-rom. Fechei a janela e cliquei Recarregar. Aí deu para instalar normal.

1.1. Clique na lupa e digite "sudo" (busque só por Nome, para restringir);
1.2. Procure o sudo na lista e clique sobre ele com o botão direito;
1.3. Selecione "Marcar para instalação";
1.4. Clique em aplicar.

2) Dar acesso ao seu usuário para utilizar o sudo:
2.1. Abra um terminal ("Menu de Aplicativos" -> "Emulador de Terminal").
2.2. Escreva "su" e aperte enter.
2.3. Digite a senha de root. (provavelmente pela última vez)
2.4. Escreva "usermod -a -G sudo seu_usuario" (trocando seu_usuario pelo seu login);
2.5. Reinicie o computador.

3) Mude o arquivo de configuração do lightdm
3.1. Abra um terminal ("Menu de Aplicativos" -> "Emulador de Terminal");
3.2. Escreva "sudo nano /etc/lightdm/lightdm.conf" e confirme com sua senha;
3.3. Desça a tela (com a seta para baixo do teclado) até achar [SeatDefaults] (com os colchetes);
3.4. Várias linhas abaixo (pouco acima de "#Seat configuration", você vai ver duas linhas assim:
  #autologin-user=
  #autologin-user-timeout=0
3.5. Apague o cerquilha ("#") dessas duas linhas. Na primeira, escreva seu login:
  autologin-user=seu_usuario
  autologin-user-timeout=0
3.6. Aperte Ctrl+X para sair. Confirme que quer salvar o buffer com "S" e aperte Enter quando ele perguntar o nome do arquivo.
3.7. Pronto! Agora você pode reiniciar o computador de novo e perceberá que não precisa mais colocar seu usuário e senha.

E os itens do painel?

Para item inicial, gostei do Menu Whisker:
http://gottcode.org/xfce4-whiskermenu-plugin/

Ele se parece com o botão Iniciar do Windows 7 ou com o menu inicial do Linux Mint. Eu acho muito mais fácil de usar, pois tem uma barra para procurar programas.

Também gosto de ter ali na barra um terminal pronto para uso e o browser.

Para instalar o Firefox no Debian, usei essa dica aqui:
http://www.whaleblubber.ca/install-firefox-debian/

1) Primeiro você baixa a versão que você quer. Eu queria a versão Linux 64-bit em português do Brasil: https://www.mozilla.org/en-US/firefox/all/?q=Portuguese%20%28Brazilian%29,%20Portugu%C3%AAs%20%28do%C2%A0Brasil%29

[![](http://3.bp.blogspot.com/-Zy2stMl6_H4/VHfX_dAaXkI/AAAAAAAACZo/tSKcekc5tJo/s1600/download_ff.png)](http://3.bp.blogspot.com/-Zy2stMl6_H4/VHfX_dAaXkI/AAAAAAAACZo/tSKcekc5tJo/s1600/download_ff.png)

2) Cliquei para Salvar e abri a pasta Downloads. Lá, cliquei com o botão direito na janela e escolhi "Abrir terminal aqui".

3) Dentro do terminal, você descompacta o arquivo que baixou:
    tar xjf firefox-*

4) Isso vai criar uma pasta ali mesmo, que você deve mover para /opt/ com esse comando:
    sudo mv firefox /opt/firefox

5) E então você cria um link para este diretório na pasta de programas (/usr/bin) assim:
    sudo mv /usr/bin/firefox /usr/bin/firefox.old
(isso tira o tal do iceweasel do lugar onde queremos o firefox)
    sudo ln -s /opt/firefox/firefox /usr/bin/firefox
(isso cria o link. Tem dois firefox no começo do comando, é assim mesmo)

6) Agora você já pode dizer para o Debian que o firefox é um browser:
    sudo update-alternatives --install /usr/bin/x-www-browser x-www-browser /usr/bin/firefox 90

7) E depois é só rodar o Firefox uma vez com sudo:
    sudo firefox


Como colocamos o programa na pasta /opt/, seu usuário normal pode não conseguir atualizá-lo, então recomendo que você olhe de vez em quando se o Firefox está atualizado pelo menu Ajuda/Sobre o Firefox.

Nesta primeira execução, deixe somente o Firefox atualizar (ou te dizer que já está atualizado) e feche a janela. Ao executar um programa com "sudo" você está usando o perfil de root, que não é apropriado para tarefas do dia a dia.

Para usar normalmente o browser, você pode usar a opção "Navegador web" do menu do XFCE.

[![](http://4.bp.blogspot.com/-jmAFXFf9gHg/VHfeCvmXB0I/AAAAAAAACaA/W2JNatvNJBE/s1600/ff_atual.png)](http://4.bp.blogspot.com/-jmAFXFf9gHg/VHfeCvmXB0I/AAAAAAAACaA/W2JNatvNJBE/s1600/ff_atual.png)

Pronto. Com estas dicas, seu Linux já deve ter ficado com uma cara bonita e mais agradável de se usar. Depois vou acrescentando dicas aqui se achar que preciso mudar mais coisas.

Abraços!

debian / linux / tutorial /

Comentários